| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Forum - Trabalho Escravo
Desde: 18/05/2003      Publicadas: 50      Atualização: 22/06/2003

Capa |  Ações Judiciais.  |  Jurisprudência  |  Notícias  |  Textos


 Notícias

  18/05/2003
  0 comentário(s)


Socorro Gomes promete combater trabalho escravo na DRT.

O prefeito Edmilson Rodrigues participou, na manhã de hoje, da posse da ex-deputada federal Socorro Gomes como a nova titular da Delegacia Regional do Trabalho, enfatizando o compromisso dela na luta por justiça nas relações trabalhistas e o apoio da prefeitura à sua administração. “O povo, que é herdeiro dos tupinambás e do ideal cabano de resistência a dominação, não pode continuar se vendo todos os dias na mídia como moradores de um Estado campeão em trabalho escravo”, disse o prefeito. “Tenho certeza que Socorro Gomes é uma pessoa que tem compromisso com a soberania do país e a solidariedade internacional como meios de transformação da sociedade”, complementou o prefeito. A solenidade de posse de Socorro Gomes foi realizada ontem, às 10 horas, no auditório da DRT, que ficou pequeno para as dezenas de representantes de sindicatos, movimentos sociais e militantes do PC do B. “A prefeitura se alia à luta da DRT no combate ao trabalho escravo, exploração de trabalho infantil e pelos direitos dos trabalhadores”, destacou o prefeito, ressaltando que estudar uma forma de parceria entre a DRT e a Prefeitura de Belém no combate ao trabalho escravo. O deputado federal Paulo Rocha destacou que “este é um processo transparente e democrático de colocar pessoas que estão na luta e contribuíram para o governo de Lula em locais estratégicos do governo”. Já o juiz do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Luís José de Jesus Ribeiro, que na cerimônia representou a presidência daquela casa na posse, destacou a característica de parceiros dos dois órgãos na condução de um processo de justiça nas relações trabalhistas. Já o vereador Paulo Fonteles Filho, que representou a Câmara Municipal, destacou o trabalho de luta de Socorro Gomes e de seu partido, o PC do B, por uma sociedade mais justa. “Quiseram matá-la, como fizeram com meu pai e com tantos outros, mas não conseguiram, mesmo ela tendo ficado na clandestinidade quando ainda tinha 16 anos. Tentaram, então, matá-la moralmente, o que também não conseguiram”, destacou Fonteles. “Este ato, aqui, com tantos representantes de sindicatos e de vários setores da sociedade demonstra que essa luta de combate ao trabalho escravo e o trabalho infantil não é só tua, mas de toda a sociedade”, concluiu. Socorro Gomes disse em seu discurso, com muita segurança, que toma posse num momento em que – pela primeira vez – os trabalhadores da DRT se manifestaram em favor de nomes para assumir a direção da casa. E isso, para ela, só reforçava o momento histórico que o Brasil está vivendo, que é de mudanças, pois “antes, todos aceitavam cordeiramente, o que era imposto pelo governo federal”. “Não me sinto como alvo dos protestos dos servidores porque sempre estive na vida pública trabalhando pelo combate ao trabalho escravo, a exploração do trabalho infantil e pelos direitos dos trabalhadores, portanto, sinto-me uma parceira de todos os servidores desta casa”.
  Autor:   Prefeitura Municipal de Belém





Capa |  Ações Judiciais.  |  Jurisprudência  |  Notícias  |  Textos
Busca em

  
50 Notícias